Curiosidades sobre o cerrado

Por Natalia Carvalho

Voltar

 

Dando continuidade à série de curiosidades sobre Brasília e o cerrado, hoje vamos falar de algo que vai te deixar, no mínimo, com água na boca: os frutos típicos da nossa região.

Para começar a nossa pequena lista, é difícil encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar dele: o nosso ouro do cerrado, o pequi. Altamente consumido pela população da região Centro-Oeste, ele está presente na dieta desde as mais pobres mesas do semi-árido, até nos refinados cardápios da alta gastronomia, onde é servido como iguaria local.

Há também outras delícias que podem ser encontradas por aqui, como a pêra-do-campo (imortalizada na obra Grande Sertão Veredas, de Guimarães Rosa), que pode ser consumida in natura, em geleias ou na limonada de pêra - citada na obra de Rosa.

"Eu nem tinha começado a conversar com aquela moça, e a poeira forte que deu no ar ajuntou nós dois, num grosso rojo avermelhado. Então eu entrei, tomei um café coado por mão de mulher, tomei refresco, limonada de pêra-do-campo" - trecho do livro publicado em 1956.

O murici é outro destaque desse elenco. Verdade seja dita: sua popularidade é muito maior entre a população amazônica, onde o consumo foi mais difundido. Mesmo assim, possui sabor e aroma muito apreciados, sendo consumido de uma infinidade de formas, até como farinha.

Na família das oleaginosas temos a castanha de baru, que possui sabor similar ao do amendoim e alto teor proteico. A diferença é que sua casca é tão dura que é difícil abrir o fruto sem quebrar a amêndoa dentro.

Gostou das dicas??? Para conhecer mais sobre os frutos típicos da região, acesse Nó de Oito e a Central do Cerrado.

 

Voltar